Megaempresário da Cigás tem 15 milhões de dólares bloqueados na Suíça

Jornalista diz que presidência da Câmara Municipal é uma vergonha para Manaus

Encontro das Águas tem proteção internacional para permanecer intocado

Prefeitura busca parceria para projeto de Oscar Niemeyer no mirante

PDT espera presidente nacional do partido para definir sobre 2022

Ministério Público suspende festas e aglomerações em Coari

Liceu de Artes abre inscrições para cursos a partir de agosto

Frio no Sul, aumento do preço dos alimentos no Norte

Suíça bloqueia Suarez

O sócio-proprietário da Companhia Amazonense de Gás (Cigás), o empresário Carlos Suarez, teve US 15,1 milhões bloqueados pelas autoridades da Suíça, ontem (28), em função de investigações por suspeita de lavagem de dinheiro.
Suarez, dono da Termogás Internacional, coleciona situações polêmicas também no Amazonas. No ano passado, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) abriu investigação sobre algumas contas, cujo processo ainda não terminou.

Briga com Josué Neto

Durante a discussão da Lei do Gás, na Assembleia Legislativa, em julho de 2020, o então presidente da Casa, Josué Neto, acusou Suarez de “financiar” o veto ao seu projeto (de Neto) sobre a exploração de gás natural, Suarez então abriu um processo contra Josué Neto por ofensa à honra, reputação e dignidade,
Agora, Josué Neto é conselheiro do TCE-AM.

Vereador David Reis de costas para Manaus

O jornalista Hiel Levy, do portal que leva o seu nome, postou que o atual presidente da Câmara Municipal, David Reis, não faz jus a uma Casa que teve “Fábio Lucena, Jefferson Péres, Francisco Praciano, entre outros”. “David Reis é uma vergonha para Manaus”, diz o jornalista ao observar que David administra de costas para a cidade que o elegeu para representá-la.

David ignorou história da Praça 14

Hiel aponta como exemplo o projeto de David Reis que veio à tona esta semana, que propôs retirar o nome de Nestor Nascimento – personagem referência na história dos negros em Manaus – de uma praça localizada no bairro da Praça 14 e que, em boa hora, será vetado pela prefeitura.

Moradores ignoram discurso de secretário da prefeitura

Por conta do tal projeto, o Secretário Municipal de Limpeza Pública, Sabá Reis, que é pai do vereador David Reis, tentou contemporizar a situação levando serviços emergenciais de pintura e jardinagem ao local, durante a manifestação que se realizou na Praça 14. Mas os moradores do bairro não engoliram e mostraram sua indignação aos gritos de “fora Sabá…”.

Pressão internacional protege Encontro das Águas

O projeto de construção do Porto das Lajes, em área frontal ao Encontro das Águas, vai ficando para trás, com poucas possibilidades de acontecer, muito em função da pressão internacional pela economia verde. A Vale, que planeja entrar no índice Dow Jones de Sustentabilidade até 2025, descartou qualquer apoio à iniciativa. Ela era a principal parceira nesse projeto.

O projeto de Oscar Niemeyer para Manaus

Na área onde se pretendia construir o porto, há um projeto do arquiteto Oscar Niemeyer do Memorial do Encontro das Águas, contratado pela prefeitura de Manaus, na gestão do ex-prefeito Serafim Corrêa. Trata-se de um grande complexo turístico, com várias atrações, entre as quais, um aquário gigante. O prefeito David Almeida disse que tem interesse em viabilizar o projeto, mas depende de parcerias com a iniciativa privada.

Decisões do PDT

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, confirmou que virá a Manaus em agosto, quando vai definir sobre os caminhos que o partido vai trilhar com vistas a 2022. Por enquanto a direção estadual permanece com o ex-deputado Hissa Abrahão.

Sem festa em Coari

Deu chabu nos festejos programados em Coari, programados pela prefeita Ducirene da Cruz, para acontecer de hoje até domingo. O Ministério Público do Amazonas (MPAM) enviou uma recomendação à prefeita e ao secretário Municipal de Saúde, Rafael Ferreira, para não realizar evento nenhum em plena pandemia, para evitar aglomerações e risco à segurança sanitária da população. Nem o Show Cultural, nem o Parabéns/Bolo de Níver de Coari e muito menos o Agita Coari, previsto para o dia 02 de agosto. A Polícia Militar do Município já foi convocada para impedir uma possível desobediência.

Vacinação hoje terá 16 postos

A Prefeitura de Manaus avisou que está reduzindo de 21 para 16 o número de postos de vacinação contra a Covid-19, nesta quinta-feira (29), para as primeira e segunda doses de qualquer faixa etária. Serão 11 Unidades Básicas de Saúde (UBSs), uma policlínica e quatro pontos estratégicos, nas quatro zonas geográficas da cidade. É melhor consultar primeiro o site Imuniza Manaus e também o “filômetro” antes de sair de casa para a imunização.

Inscrições no Liceu de Artes

O Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro, vai abrir novas oficinas a partir de agosto, sobre produção de imagem com smartpone, preparação corporal e discotecagem profissional. Inscrições nas redes sociais da Secretaria de Cultura e Economia Criativa @culturadoam.

Precinho do patinete

O empresário Carlos Musa, conhecido por ter sido um dos donos da Caloi e por ter criado as bicicletas amarelas de aluguel, revelou que os preços dos patinetes elétricos que estão sendo produzidos na Zona Franca de Manaus, devem ficar entre R$ 5,5 mil a R$ 7 mil. Esse equipamento pode ser usado para deslocamentos, por exemplo, a 15 minutos da casa do usuário. Também pode ser levado na mochila (pesa dez quilos) porque é dobrável, em caso de necessidade de pegar o busão ou metrô para distâncias mais longas.
Em Manaus, com ruas imitando a geografia da Lua, parece meio difícil essa moda pegar.

OAB pressiona

Não vai ficar barata a agressão à Patrícia Pereira da Silva, na sede da 6ª Companhia Interativa Comunitária (6ª Cicom), acontecida na semana passada. Depois de nota de repúdio, manifestação pública pelas ruas da cidade no dia de ontem e do afastamento do policial que xingou e agrediu a advogada, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-AM), comandada por Grace Benayon, já está na luta pela “apuração e justiça” no caso.

Prepare os bolsos

Para quem acha que o frio é bonito e a neve caindo lembra Papai Noel, vale lembrar que as temperaturas extremas e a seca estão quebrando as safras no Sul do Brasil. O resultado disso é o impacto imediato no preço dos alimentos. O primeiro aumento que deve ser registrado é nas hortaliças e frutas, produtos dos quais o Amazonas depende, em sua maioria, do sul do país.

Fonte: Portal Único

Qual sua opinião?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe:
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email
Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email